Newsletter Compreingressos

Seja o primeiro a conhecer nossa programação de espetáculos, novidades, promoções e ofertas exclusivas

seu estado

  • AC
  • AL
  • AP
  • AM
  • BA
  • CE
  • DF
  • ES
  • GO
  • MA
  • MT
  • MS
  • MG
  • PA
  • PB
  • PR
  • PE
  • PI
  • RJ
  • RN
  • RS
  • RO
  • RR
  • SC
  • SP
  • SE
  • TO
cadastrar
Cidade
Gênero
X
Comédia 14 110 minutos R$ 25,00 a R$ 50,00

A Bofetada

Endereço

Av. Tancredo Neves, 1.109 (Edifício Casa do Comércio)
Pituba - Salvador - BA

ver google maps

Compre pelo telefone de segunda a sábado das 11h às 19h

(71) 2626-0032

Temporada

Sábados e Domingos às 20h00

06 de Janeiro a 25 de Fevereiro de 2018

Ingressos

R$ 25,00 a R$ 50,00

Descontos

50% para pessoas de idade igual ou superior a 60 anos.
50% para estudantes.

Valores

R$ 50,00 inteira
R$ 25,00 meia

Ficha Técnica

Textos adaptados de
Mauro Rasi, Miguel Magno e Ricardo de Almeida

Elenco
Lelo Filho, Mário Bezerra,
Marcos Barretto,
Rodrigo Villa e
Lázaro Reinaldo

Direção
Lelo Filho

Concepção Original
Fernando Guerreiro

Diretor Assistente
Odilon Henriques

Cenografia
Eugênio Luiz

Figurino
Miro Paternostro

Iluminação
Marcos Motta

Sonoplastia
Luis Cláudio

Camarim
Márcia Valério

Tudo que uma trupe teatral quer fazer, em qualquer tempo, é sempre estar em cena. A Cia Baiana de Patifaria acaba de retornar de sua turnê anual de 2017, que realizou com dois espetáculos, e já se prepara para voltar ao palco em Salvador na Temporada de Verão 2018, dessa vez com A BOFETADA30.
A razão do novo título é que A BOFETADA completa 30 anos de encenação nos palcos soteropolitanos desde que estreou na pequena Sala do Coro do TCA, em 1988, tendo sido assistida por mais de 2 milhões de espectadores até hoje.
A BOFETADA30 volta ao palco do Teatro SESC Casa do Comércio a partir do dia 6 de janeiro até o dia 25 de fevereiro, sempre aos sábados e domingos, às 20h, reunindo os atores Mário Bezerra, Marcos Barretto, Rodrigo Villa e Lelo Filho, que também assina a direção, juntamente com o diretor assistente Odilon Henriques. A concepção original é de Fernando Guerreiro. Os três esquetes que compõem o espetáculo são de Mauro Rasi, Miguel Magno e Ricardo de Almeida.
O espetáculo voltará à cena durante o "retiro espiritual" das Noviças Rebeldes, atual montagem da Cia Baiana que retorna somente após o verão. No entanto, na nova temporada de A BOFETADA30 o público verá a participação especial das freirinhas da comédia musical Noviças Rebeldes invadindo a última cena e fazendo um número musical divertidíssimo para o espanto da plateia e das professoras Fanta e Pandora, para isso contarão com a participação especial do ator Lázaro Reinaldo.
Os "patifes" já estão adaptando e atualizando os textos e ‘cacos’ de seus 11 personagens tão queridos do público, como Fanta Maria, Pandora, Eleonora, Vânia, Dirce. Como é de costume, as novas manchetes do noticiário politico-social-economico brasileiro irão se misturar aos bordões que levam o público às gargalhadas: ‘é a minha cara’, ‘oxente’, ‘momento lindo, maravilhoso’, ‘adoro, chega choro’.



Esquetes
No primeiro esquete, “O Calcanhar de Aquiles”, (extraído de Pedra, a tragédia), de Mauro Rasi, a atriz decadente Eleonora (interpretada pelo ator Mário Bezerra) obriga a crítica de teatro Vânia Leão (Marcos Barretto) e a namorada Dirce (Rodrigo Villa) a assistirem sua montagem apoteótica – um balé musical trágico – na qual interpretará sozinha 60 personagens de uma tragédia grega.
Os dois esquetes seguintes (extraídos de “Quem tem medo de Itália Fausta”), são assinados por Miguel Magno e Ricardo de Almeida. Em “O Ponto e a Atriz”, vários gêneros teatrais são ironizados ao resgatar a função do Ponto, figura que lembrava o texto para as divas das grandes companhias de teatro.
O último esquete, “Fanta e Pandora”, o ensino do teatro é o foco central e o público é transformado em personagem com quem as duas professoras universitárias, Fanta Maria (interpretada por Lelo Filho desde 1988) e Pandora Luzia (Rodrigo Villa) interagem numa improvável aula sobre a influência de dois fonemas no teatro javanês, durante os últimos 15 do século XII a.C.
A Cia Baiana de Patifaria, com mais de 3 décadas nos palcos, soma um teatro de repertório de oito espetáculos (Abafabanca, A Bofetada, Noviças Rebeldes, 3 em 1, A Vaca Lelé, Capitães da Areia, Siricotico uma comédia do balacobaco e Fora da Ordem). O musical Noviças Rebeldes que reestreou em agosto de 2017, já foi vista por quase 10 mil pessoas e voltará a ser encenado após o verão.

*Sinopse sob total responsabilidade da produção do evento.

Comédia 14 110 minutos

A Bofetada

Teatro Sesc Casa do Comércio

Pituba - Salvador - BA

Tudo que uma trupe teatral quer fazer, em qualquer tempo, é sempre estar em cena. A Cia Baiana de Patifaria acaba de retornar de sua turnê anual de 2017, que realizou com dois espetáculos, e já se prepara para voltar ao palco em Salvador na Temporada de Verão 2018, dessa vez com A BOFETADA30.
A razão do novo título é que A BOFETADA completa 30 anos de encenação nos palcos soteropolitanos desde que estreou na pequena Sala do Coro do TCA, em 1988, tendo sido assistida por mais de 2 milhões de espectadores até hoje.
A BOFETADA30 volta ao palco do Teatro SESC Casa do Comércio a partir do dia 6 de janeiro até o dia 25 de fevereiro, sempre aos sábados e domingos, às 20h, reunindo os atores Mário Bezerra, Marcos Barretto, Rodrigo Villa e Lelo Filho, que também assina a direção, juntamente com o diretor assistente Odilon Henriques. A concepção original é de Fernando Guerreiro. Os três esquetes que compõem o espetáculo são de Mauro Rasi, Miguel Magno e Ricardo de Almeida.
O espetáculo voltará à cena durante o "retiro espiritual" das Noviças Rebeldes, atual montagem da Cia Baiana que retorna somente após o verão. No entanto, na nova temporada de A BOFETADA30 o público verá a participação especial das freirinhas da comédia musical Noviças Rebeldes invadindo a última cena e fazendo um número musical divertidíssimo para o espanto da plateia e das professoras Fanta e Pandora, para isso contarão com a participação especial do ator Lázaro Reinaldo.
Os "patifes" já estão adaptando e atualizando os textos e ‘cacos’ de seus 11 personagens tão queridos do público, como Fanta Maria, Pandora, Eleonora, Vânia, Dirce. Como é de costume, as novas manchetes do noticiário politico-social-economico brasileiro irão se misturar aos bordões que levam o público às gargalhadas: ‘é a minha cara’, ‘oxente’, ‘momento lindo, maravilhoso’, ‘adoro, chega choro’.



Esquetes
No primeiro esquete, “O Calcanhar de Aquiles”, (extraído de Pedra, a tragédia), de Mauro Rasi, a atriz decadente Eleonora (interpretada pelo ator Mário Bezerra) obriga a crítica de teatro Vânia Leão (Marcos Barretto) e a namorada Dirce (Rodrigo Villa) a assistirem sua montagem apoteótica – um balé musical trágico – na qual interpretará sozinha 60 personagens de uma tragédia grega.
Os dois esquetes seguintes (extraídos de “Quem tem medo de Itália Fausta”), são assinados por Miguel Magno e Ricardo de Almeida. Em “O Ponto e a Atriz”, vários gêneros teatrais são ironizados ao resgatar a função do Ponto, figura que lembrava o texto para as divas das grandes companhias de teatro.
O último esquete, “Fanta e Pandora”, o ensino do teatro é o foco central e o público é transformado em personagem com quem as duas professoras universitárias, Fanta Maria (interpretada por Lelo Filho desde 1988) e Pandora Luzia (Rodrigo Villa) interagem numa improvável aula sobre a influência de dois fonemas no teatro javanês, durante os últimos 15 do século XII a.C.
A Cia Baiana de Patifaria, com mais de 3 décadas nos palcos, soma um teatro de repertório de oito espetáculos (Abafabanca, A Bofetada, Noviças Rebeldes, 3 em 1, A Vaca Lelé, Capitães da Areia, Siricotico uma comédia do balacobaco e Fora da Ordem). O musical Noviças Rebeldes que reestreou em agosto de 2017, já foi vista por quase 10 mil pessoas e voltará a ser encenado após o verão.