Newsletter Compreingressos

Seja o primeiro a conhecer nossa programação de espetáculos, novidades, promoções e ofertas exclusivas

seu estado

  • AC
  • AL
  • AP
  • AM
  • BA
  • CE
  • DF
  • ES
  • GO
  • MA
  • MT
  • MS
  • MG
  • PA
  • PB
  • PR
  • PE
  • PI
  • RJ
  • RN
  • RS
  • RO
  • RR
  • SC
  • SP
  • SE
  • TO
cadastrar
Cidade
Gênero
X
Comédia 14 70 min R$ 30,00 à R$ 70,00

O Fantasma da Minha Sogra

Teatro Bibi Ferreira

Bela Vista - São Paulo - SP

Endereço

Av. Brigadeiro Luis Antonio, 931
Bela Vista - São Paulo - SP

ver google maps

Compre pelo telefone de segunda a sábado das 11h às 19h

(11) 2122-4001

Temporada

Sexta 23h00 | Sábado 22h30

05 de Janeiro a 31 de Março de 2018

Ingressos

R$ 30,00 à R$ 70,00

Promoção Itaucard

50% de desconto para clientes Itaucard.

Promoção pessoal e intransferível para o titular do cartão na compra de um ingresso inteiro. Válido somente para 1 apresentação do espetáculo, mediante pagamento com cartões participantes da promoção.

Valores

Sexta
R$ 60,00 inteira
R$ 30,00 meia

Sábado
R$ 70,00 inteira
R$ 35,00 meia

Ficha Técnica

Texto e direção : Ronaldo Ciambroni


Elenco:

Ronaldo Ciambroni
Rodrigo Nascimento
Eduardo Guimarães
Cris Ciambroni
Magda Mieli
Wellington Firminio


Cenografia e iluminação:
Rodrigo Ciambroni

Figurinos:
Jose Luciano Moacar
Ângela Lemos
Maximos a Rigor


Realização:
RCS Ciambroni Produções Artísticas

Falar de sogra já sugere piadas, cenas engraçadas ou situações hilárias, imagine uma comédia, onde o Fantasma da Sogra volta para se vingar do Genro?

Pois esta comédia, muito mais hilária do que uma simples piada “de sogra” mostra o que aconteceu a um Genro safado, que passou a vida tapeando a sogra, se apoderando dos seus pertences e usando a filha da própria como chantagem e interesses para aumentar a sua fortuna.



Após festejar a morte da mãe da sua “querida esposa”, ele não tem outro objetivo a não ser colocar a mão na herança que a pobre deixou. Morreríamos de pena se a história acabasse assim. Mas ela volta em forma de fantasma para se vingar e ainda, usa a coitada da empregada que é uma sensitiva de quinta categoria para intervir neste plano.


Numa sequencia de cenas onde a comédia dos erros se faz presente, no entre e sai de um Vaudeville que ultrapassa os limites da quarta parede, O FANTASMA DA MINHA SOGRA não vem para assustar ninguém, apenas para matar de rir o espectador.

O texto é do premiado Ronaldo Ciambroni que já foi agraciado com dois Moliere e outros inúmeros prêmios, é considerado o autor nacional mais montado no Brasil.





Ciambroni também encabeça o elenco, dono de um curriculum bastante conhecido no teatro e na TV, alem de autor premiado pelos seus textos para crianças, adultos, novelas e seriados, também tem uma carreira sólida como ator , sendo a sua interpretação em Donana, premiada no festival de Cuba em 95, e considerada uma das dez melhores que passaram pela Europa na virada do século.

*Sinopse sob total responsabilidade da produção do evento.

Comédia 14 70 min

O Fantasma da Minha Sogra

Teatro Bibi Ferreira

Bela Vista - São Paulo - SP

Falar de sogra já sugere piadas, cenas engraçadas ou situações hilárias, imagine uma comédia, onde o Fantasma da Sogra volta para se vingar do Genro?

Pois esta comédia, muito mais hilária do que uma simples piada “de sogra” mostra o que aconteceu a um Genro safado, que passou a vida tapeando a sogra, se apoderando dos seus pertences e usando a filha da própria como chantagem e interesses para aumentar a sua fortuna.



Após festejar a morte da mãe da sua “querida esposa”, ele não tem outro objetivo a não ser colocar a mão na herança que a pobre deixou. Morreríamos de pena se a história acabasse assim. Mas ela volta em forma de fantasma para se vingar e ainda, usa a coitada da empregada que é uma sensitiva de quinta categoria para intervir neste plano.


Numa sequencia de cenas onde a comédia dos erros se faz presente, no entre e sai de um Vaudeville que ultrapassa os limites da quarta parede, O FANTASMA DA MINHA SOGRA não vem para assustar ninguém, apenas para matar de rir o espectador.

O texto é do premiado Ronaldo Ciambroni que já foi agraciado com dois Moliere e outros inúmeros prêmios, é considerado o autor nacional mais montado no Brasil.





Ciambroni também encabeça o elenco, dono de um curriculum bastante conhecido no teatro e na TV, alem de autor premiado pelos seus textos para crianças, adultos, novelas e seriados, também tem uma carreira sólida como ator , sendo a sua interpretação em Donana, premiada no festival de Cuba em 95, e considerada uma das dez melhores que passaram pela Europa na virada do século.