Newsletter Compreingressos

Seja o primeiro a conhecer nossa programação de espetáculos, novidades, promoções e ofertas exclusivas

seu estado

  • AC
  • AL
  • AP
  • AM
  • BA
  • CE
  • DF
  • ES
  • GO
  • MA
  • MT
  • MS
  • MG
  • PA
  • PB
  • PR
  • PE
  • PI
  • RJ
  • RN
  • RS
  • RO
  • RR
  • SC
  • SP
  • SE
  • TO
cadastrar
Cidade
Gênero
X
Drama 12 70 min R$ 25,00 a R$ 50,00

O Julgamento de Socrates

Endereço

Rua Joana Angélica, 63
Ipanema - Rio de Janeiro - RJ

ver google maps

Compre pelo telefone de segunda a sábado das 11h às 19h

(21) 3005-2701

Temporada

Sex, Sáb, Dom às 20h00

03 de Novembro a 17 de Dezembro de 2017

Ingressos

R$ 25,00 a R$ 50,00

Descontos

50% para pessoas de idade igual ou superior a 60 anos.
50% para estudantes.

Valores

R$ 50,00 inteira
R$ 25,00 meia

Ficha Técnica

Texto: Ivan Fernandes (livremente inspirado na obra de Platão)
Direção: Ivan Fernandes e Tonico Pereira
Elenco: Tonico Pereira
Cenário e Figurinos: Palloma Morimoto
Iluminação: Frederico Eça
Trilha Sonora Original: Frederico Eça
Design Gráfico: Marcello Queiroz
Fotos de Divulgação: Victor Pollak
Direção de Produção: Caio Bucker
Produção Executiva e Turnê: Ricardo Fernandes
Assistência de Produção: Aline Monteiro
Mídias Digitais: Primetime Projetos Empreendedores
Assessoria Jurídica: Nazário e Werneck Advogados
Assessoria de Imprensa: Dois Pontos Assessoria (Fernanda Miranda e Marina Pereira)
Realização: Bucker Produções Artísticas

Diante de um tribunal popular - a plateia - Sócrates, interpretado por Tonico Pereira, defende-se das acusações que lhe são feitas: ter ideias diferentes do estabelecido pela sociedade e pela religião (como o livre pensamento e a busca pelo conhecimento), corrompendo a juventude com essas ideias. O espetáculo é dividido em 3 partes: na primeira, Sócrates faz sua defesa; na segunda, após a condenação, Sócrates tem o direito de propor uma pena alternativa, mas se nega a fixar uma pena para si mesmo, pois isso seria reconhecer alguma culpa; e finalmente, após a condenação final, ele diz suas últimas palavras para a sociedade que o condenou, prevendo tempos duros para Atenas e para todas as sociedades posteriores.

*Sinopse sob total responsabilidade da produção do evento.

Drama 12 70 min

O Julgamento de Socrates

Teatro Candido Mendes

Ipanema - Rio de Janeiro - RJ

Diante de um tribunal popular - a plateia - Sócrates, interpretado por Tonico Pereira, defende-se das acusações que lhe são feitas: ter ideias diferentes do estabelecido pela sociedade e pela religião (como o livre pensamento e a busca pelo conhecimento), corrompendo a juventude com essas ideias. O espetáculo é dividido em 3 partes: na primeira, Sócrates faz sua defesa; na segunda, após a condenação, Sócrates tem o direito de propor uma pena alternativa, mas se nega a fixar uma pena para si mesmo, pois isso seria reconhecer alguma culpa; e finalmente, após a condenação final, ele diz suas últimas palavras para a sociedade que o condenou, prevendo tempos duros para Atenas e para todas as sociedades posteriores.