Newsletter Compreingressos

Seja o primeiro a conhecer nossa programação de espetáculos, novidades, promoções e ofertas exclusivas

seu estado

  • AC
  • AL
  • AP
  • AM
  • BA
  • CE
  • DF
  • ES
  • GO
  • MA
  • MT
  • MS
  • MG
  • PA
  • PB
  • PR
  • PE
  • PI
  • RJ
  • RN
  • RS
  • RO
  • RR
  • SC
  • SP
  • SE
  • TO
cadastrar
Cidade
Gênero
X
Circo L 45 min R$ 20,00 Inteira
R$ 10,00 Meia

O Descotidiano

Teatro Apolo

Bairro do Recife - Recife - PE

Endereço

Rua do Apolo, 121
Bairro do Recife - Recife - PE

ver google maps

Compre pelo telefone de segunda a sábado das 11h às 19h

(81) 2626-2605

Temporada

Quinta e Sexta às 20h00

12 a 13 de Outubro de 2017

Ingressos

R$ 20,00 Inteira
R$ 10,00 Meia

Descontos

50% para pessoas de idade igual ou superior a 60 anos.
50% para estudantes.
50% para funcionários da Petrobrás.
50% para assinante do Jornal do Commercio.

Informação

Os assentos das Frisas e Camarotes não são marcados.
A ocupação destas poltronas se dá por ordem de chegada.

Criança até 2 (dois) anos não paga, devendo permanecer no colo dos responsáveis durante o espetáculo.

O Descotidiano

Cia do Relativo (São Paulo – SP)

Em uma casa, de poucos móveis e sentimentos, habita um personagem, por vezes estressado e, por outras, fadigado pela rotina imposta pela vida. Manipulando objetos do cotidiano, que vão desde colheres e livros, passando por xícaras, vassouras e pás de lixo, até objetos clássicos do malabarismo como bolas e o malabarismo de contato, o personagem se coloca em enroscos e acaba vivendo situações surreais!

*Sinopse sob total responsabilidade da produção do evento.

Circo L 45 min

O Descotidiano

Teatro Apolo

Bairro do Recife - Recife - PE

O Descotidiano

Cia do Relativo (São Paulo – SP)

Em uma casa, de poucos móveis e sentimentos, habita um personagem, por vezes estressado e, por outras, fadigado pela rotina imposta pela vida. Manipulando objetos do cotidiano, que vão desde colheres e livros, passando por xícaras, vassouras e pás de lixo, até objetos clássicos do malabarismo como bolas e o malabarismo de contato, o personagem se coloca em enroscos e acaba vivendo situações surreais!