Newsletter Compreingressos

Seja o primeiro a conhecer nossa programação de espetáculos, novidades, promoções e ofertas exclusivas

seu estado

  • AC
  • AL
  • AP
  • AM
  • BA
  • CE
  • DF
  • ES
  • GO
  • MA
  • MT
  • MS
  • MG
  • PA
  • PB
  • PR
  • PE
  • PI
  • RJ
  • RN
  • RS
  • RO
  • RR
  • SC
  • SP
  • SE
  • TO
cadastrar
Cidade
Gênero
X
Drama 14 60 min R$ 40,00

Cenas de Uma Execução

Endereço

Praça Franklin Roosvelt, 158
Centro - São Paulo - SP

ver google maps

Compre pelo telefone de segunda a sábado das 11h às 19h

(11) 2122-4001

Temporada

Sabados às 21h e Domingo às 20h

14 de Janeiro a 05 de Março de 2017

Ingressos

R$ 40,00

Descontos

50% para pessoas de idade igual ou superior a 60 anos.
50% para estudantes.
50% para professores da rede pública.
50% para Classe Artística.
50% para Moradores da Praça Roosevelt.

Ficha Técnica

De - Howard Barker
Direção – Clarisse Abujamra

Personagens e elenco:
Galactia, uma pintora – Clarisse Abujamra
Carpeta, um pintor – Evas Carretero
Urgentino, o Doge de Veneza – Oswaldo Mendes
Suffici, o almirante – Mauricio Moraes
Rivera, uma critica de arte – Lara Córdulla / Malu Bierrenbach
Ostensibile, o Cardeal – Roberto Ascar
Prodo, um veterano – Fabio Acorsi
Supporta, filha de Galactia – Amazyles de Almeida
Dementia, filha de Galactia – Priscila Castello Branco
O Caderno de Esboços (locução) – Leopoldo Pacheco

Figurino – Leda Senise
Assistente de figurino – Marcos Veniciu
Trilha Sonora composta por – André Abujamra
Assistente de Direção – Vivien Buckup
Projeto de Luz de - Wagner Pinto
Curadoria Artística e Desenhos de Galactia por – Kika Goldstein e Federico Guerreros
Programação Visual de - Ivan Abujamra e Antonio Fagundes Neto
Assistente de Produção – Priscilla Castelo Branco e Marina Gebara
Assessoria de Imprensa - Morente Forte
Produção Executiva e Administração - Yara Leite e Adriana Amorim
Produção – Clarisse Abujamra Produções Artísticas

Valores

R$ 40,00 inteira
R$ 20,00 meia

Sucesso em grandes capitais do mundo como Nova York, Praga e Londres, texto do inglês Howard Barker

Cenas de uma Execução é um texto que merece o palco. Baseado em fatos reais, conta a terrível batalha de Lepanto e da vida da grande pintora Artemísia Gentileschi, cuja história realmente merece ser encenada. Nas palavras do polêmico autor inglês Howard Barker, ela se torna Galactia, a pintora que desafia seu tempo e provoca o poder a repensar sua autoridade.

Numa história de tirar o fôlego, Galactia é interpretada por Clarisse Abujamra, que também assina a direção e produção da peça. Atriz premiada aqui e no exterior por suas emocionantes interpretações, Clarisse conta que “produzir Cenas de uma Execução nos dias de hoje é a certeza de ser um texto que merece o palco e um desafio dos mais excitantes. O autor inglês Howard Barker, baseado em fatos reais, monta um verdadeiro folhetim onde a arte e o poder se encontram e discutem abertamente a pertinência, a ousadia destas forças, alinhavadas com elegante humor e uma historia de amor que envolve e emociona”.

Veneza do século XVI se torna o cenário para uma tensão atemporal entre a ambição pessoal e a responsabilidade moral. Entre as demandas do patrono e a autonomia da artista. Nada mais atual, nada mais fascinante. Em cena o humor, a ironia, a sensualidade, a história de amor entre dois pintores, o embate de gerações e o amor à arte.

Em vinte cenas comoventes, Cenas de uma Execução narra a história de Galactia, famosa pintora da época que foi convidada pelo Doge de Veneza a pintar a vitória da Liga Cristã sobre os turcos no ano de 1571. A mais sangrenta batalha da história pelos mares. A escolha é controversa, pois a artista em questão é uma mulher e sua pintura não celebra Veneza, mas ofende e enfurece as autoridades venezianas, do Estado, da Igreja em particular, devido à sua representação sangrenta e realista.

Galactia desafiou seu tempo em todos os sentidos. Uma artista ciente de sua força como pintora, como mulher e sua responsabilidade perante o mundo de pintar a verdadeira Batalha de Lepanto.

“Pintar é um ato arrogante! É desafiar Deus retocando paisagens. É se vangloriar e se você não gosta disso é melhor parar de pintar.” Galactia

Além de Clarisse estão em cena outros nove atores. André Abujamra assina a trilha sonora, um verdadeiro concerto inspirado na música de 1571. A luz de Wagner Pinto desafia nosso olhar. “Ninguém deixará o teatro sem ter sido lindamente, provocado a pensar o poder e suas armadilhas”, afirma Clarisse Abujamra.

*Sinopse sob total responsabilidade da produção do evento.

Drama 14 60 min

Cenas de Uma Execução

Espaço Parlapatões

Centro - São Paulo - SP

Sucesso em grandes capitais do mundo como Nova York, Praga e Londres, texto do inglês Howard Barker

Cenas de uma Execução é um texto que merece o palco. Baseado em fatos reais, conta a terrível batalha de Lepanto e da vida da grande pintora Artemísia Gentileschi, cuja história realmente merece ser encenada. Nas palavras do polêmico autor inglês Howard Barker, ela se torna Galactia, a pintora que desafia seu tempo e provoca o poder a repensar sua autoridade.

Numa história de tirar o fôlego, Galactia é interpretada por Clarisse Abujamra, que também assina a direção e produção da peça. Atriz premiada aqui e no exterior por suas emocionantes interpretações, Clarisse conta que “produzir Cenas de uma Execução nos dias de hoje é a certeza de ser um texto que merece o palco e um desafio dos mais excitantes. O autor inglês Howard Barker, baseado em fatos reais, monta um verdadeiro folhetim onde a arte e o poder se encontram e discutem abertamente a pertinência, a ousadia destas forças, alinhavadas com elegante humor e uma historia de amor que envolve e emociona”.

Veneza do século XVI se torna o cenário para uma tensão atemporal entre a ambição pessoal e a responsabilidade moral. Entre as demandas do patrono e a autonomia da artista. Nada mais atual, nada mais fascinante. Em cena o humor, a ironia, a sensualidade, a história de amor entre dois pintores, o embate de gerações e o amor à arte.

Em vinte cenas comoventes, Cenas de uma Execução narra a história de Galactia, famosa pintora da época que foi convidada pelo Doge de Veneza a pintar a vitória da Liga Cristã sobre os turcos no ano de 1571. A mais sangrenta batalha da história pelos mares. A escolha é controversa, pois a artista em questão é uma mulher e sua pintura não celebra Veneza, mas ofende e enfurece as autoridades venezianas, do Estado, da Igreja em particular, devido à sua representação sangrenta e realista.

Galactia desafiou seu tempo em todos os sentidos. Uma artista ciente de sua força como pintora, como mulher e sua responsabilidade perante o mundo de pintar a verdadeira Batalha de Lepanto.

“Pintar é um ato arrogante! É desafiar Deus retocando paisagens. É se vangloriar e se você não gosta disso é melhor parar de pintar.” Galactia

Além de Clarisse estão em cena outros nove atores. André Abujamra assina a trilha sonora, um verdadeiro concerto inspirado na música de 1571. A luz de Wagner Pinto desafia nosso olhar. “Ninguém deixará o teatro sem ter sido lindamente, provocado a pensar o poder e suas armadilhas”, afirma Clarisse Abujamra.