Newsletter Compreingressos

Seja o primeiro a conhecer nossa programação de espetáculos, novidades, promoções e ofertas exclusivas

seu estado

  • AC
  • AL
  • AP
  • AM
  • BA
  • CE
  • DF
  • ES
  • GO
  • MA
  • MT
  • MS
  • MG
  • PA
  • PB
  • PR
  • PE
  • PI
  • RJ
  • RN
  • RS
  • RO
  • RR
  • SC
  • SP
  • SE
  • TO
cadastrar
Cidade
Gênero
X
Drama 16 60 min Inteira R$ 30,00 || Meia R$ 15,00

O Mascate, a Pé Rapada
e os Forasteiros

Teatro Marco Camarotti

Santo Amaro - Recife - PE

Endereço

Rua Treze de Maio, 455
Santo Amaro - Recife - PE

ver google maps

Compre pelo telefone de segunda a sábado das 11h às 19h

(81) 2626-2605

Temporada

Quinta 19h

19 de Janeiro de 2017

Ingressos

Inteira R$ 30,00 || Meia R$ 15,00

Descontos

50% para pessoas de idade igual ou superior a 60 anos.
50% para estudantes.
50% para professores.

Ficha Técnica

Texto e atuação: Diógenes D. Lima
Supervisão artística: Marcondes Lima e Jaime Santos
Coreografias: Jorge Kildery
Adereços: Triell Andrade e Bernardo Júnior
Iluminação: Játhyles Miranda
Execução de iluminação: Rodrigo Oliveira
Execução de sonoplastia: Júnior Melo
Cenotécnico: Gustavo Oliveira
Gerente de produção: Luciana Barbosa

Divertido espetáculo que se utiliza da linguagem do teatro de objetos para contar uma versão histórica/fictícia sobre as cidades de Olinda e Recife. Na trama, as duas cidades são um casal (Olinda, a mulher, e Recife, o homem) que com a chegada de forasteiros exploradores (Portugal e Holanda) se vê corrompido por sentimentos de ganância e cobiça. Uma disputa de poder então se estabelece por longo período de tempo, causando desdobramentos cômicos e inusitados.

*Sinopse sob total responsabilidade da produção do evento.

Drama 16 60 min

O Mascate, a Pé Rapada e os Forasteiros

Teatro Marco Camarotti

Santo Amaro - Recife - PE

Divertido espetáculo que se utiliza da linguagem do teatro de objetos para contar uma versão histórica/fictícia sobre as cidades de Olinda e Recife. Na trama, as duas cidades são um casal (Olinda, a mulher, e Recife, o homem) que com a chegada de forasteiros exploradores (Portugal e Holanda) se vê corrompido por sentimentos de ganância e cobiça. Uma disputa de poder então se estabelece por longo período de tempo, causando desdobramentos cômicos e inusitados.