Newsletter Compreingressos

Seja o primeiro a conhecer nossa programação de espetáculos, novidades, promoções e ofertas exclusivas

seu estado

  • AC
  • AL
  • AP
  • AM
  • BA
  • CE
  • DF
  • ES
  • GO
  • MA
  • MT
  • MS
  • MG
  • PA
  • PB
  • PR
  • PE
  • PI
  • RJ
  • RN
  • RS
  • RO
  • RR
  • SC
  • SP
  • SE
  • TO
cadastrar
Cidade
Gênero
X
Comédia 18 70 min R$ 80,00

Juca Chaves
Em Ritmo de Lava Jato

Endereço

R. da Bahia, 2244
Lourdes - Belo Horizonte - MG

ver google maps

Compre pelo telefone de segunda a sábado das 11h às 19h

(31) 2626-1015

Temporada

Sábado 21h | Domingo 19h

11 a 12 de Março de 2017

Ingressos

R$ 80,00

Descontos

50% para idosos com idade igual ou superior a 60 anos.
50% para estudantes.
15% para sócio do Minas Tênis Clube.
50% para clientes Bradesco.

Valores

R$ 80,00 inteira
R$ 40,00 meia

Informações

-É expressamente proibido o consumo de alimentos e bebidas no interior do Teatro.
-Quando for permitido a entrada após o início do espetáculo perde-se o direito ao lugar marcado.
-Devolução de ingresso até 96hs antes do evento.

Retornando aos palcos de Belo Horizonte com novidades, a irreverência já começa pelo nome do espetáculo ""Em Ritmo de Lava Jato"", uma ironia de Juca Chaves ao momento que vive o Brasil após tantas reviravoltas na política apenas nesse ano que passou.

Conhecido como o “Menestrel do Brasil” e comemorando 75 anos de idade e 58 de carreira artística, Juca Chaves tem formação em música erudita, mas optou por modinhas e trovas mordazes, com letras criativas e irônicas.

Juca foi um crítico da ditadura militar no Brasil, da grande imprensa e do próprio mercado fonográfico. Na década de 1970, chegou a ser exilado em Portugal, mas incomodou o governo português com suas sátiras e acabou transferindo-se para a Itália. De volta ao Brasil, apresentou programas de televisão e, na década de 1980, lançou sua gravadora independente, a Sdruws Records.

Agora, Juca Chaves lança o Sit Down Comedy, apresentando-se em pé e sentado, quando canta suas modinhas, entre elas, as conhecidas “Sentir-se Jovem”, “A Cúmplice”, “Por Quem Sonha Ana Maria”, “Presidente Bossa Nova” e “Filhas do Coração”.

No espetáculo, Juca Chaves também não economiza nas sátiras políticas, ironizando os últimos presidentes, a situação política atual no Brasil, os recentes escândalos das delações, do Impeachment, do ""petrolão"", do “mensalão” e até a descoberta da espionagem internacional da primeira grande “impotência econômica do mundo”.

Quem comparecer ao show vai ajudar o Juquinha a comprar o seu caviar, como diz um dos mais famosos bordões do comediante.

*Sinopse sob total responsabilidade da produção do evento.

Comédia 18 70 min

Juca Chaves Em Ritmo de Lava Jato

Teatro Bradesco BH

Lourdes - Belo Horizonte - MG

Retornando aos palcos de Belo Horizonte com novidades, a irreverência já começa pelo nome do espetáculo ""Em Ritmo de Lava Jato"", uma ironia de Juca Chaves ao momento que vive o Brasil após tantas reviravoltas na política apenas nesse ano que passou.

Conhecido como o “Menestrel do Brasil” e comemorando 75 anos de idade e 58 de carreira artística, Juca Chaves tem formação em música erudita, mas optou por modinhas e trovas mordazes, com letras criativas e irônicas.

Juca foi um crítico da ditadura militar no Brasil, da grande imprensa e do próprio mercado fonográfico. Na década de 1970, chegou a ser exilado em Portugal, mas incomodou o governo português com suas sátiras e acabou transferindo-se para a Itália. De volta ao Brasil, apresentou programas de televisão e, na década de 1980, lançou sua gravadora independente, a Sdruws Records.

Agora, Juca Chaves lança o Sit Down Comedy, apresentando-se em pé e sentado, quando canta suas modinhas, entre elas, as conhecidas “Sentir-se Jovem”, “A Cúmplice”, “Por Quem Sonha Ana Maria”, “Presidente Bossa Nova” e “Filhas do Coração”.

No espetáculo, Juca Chaves também não economiza nas sátiras políticas, ironizando os últimos presidentes, a situação política atual no Brasil, os recentes escândalos das delações, do Impeachment, do ""petrolão"", do “mensalão” e até a descoberta da espionagem internacional da primeira grande “impotência econômica do mundo”.

Quem comparecer ao show vai ajudar o Juquinha a comprar o seu caviar, como diz um dos mais famosos bordões do comediante.