Newsletter Compreingressos

Seja o primeiro a conhecer nossa programação de espetáculos, novidades, promoções e ofertas exclusivas

seu estado

  • AC
  • AL
  • AP
  • AM
  • BA
  • CE
  • DF
  • ES
  • GO
  • MA
  • MT
  • MS
  • MG
  • PA
  • PB
  • PR
  • PE
  • PI
  • RJ
  • RN
  • RS
  • RO
  • RR
  • SC
  • SP
  • SE
  • TO
cadastrar
Cidade
Gênero
X
Show L 75 min De R$ 10,00 a R$ 20,00

“Entre l’infime et l’infini”

Endereço

Avenida Amazonas, 315
Centro - Belo Horizonte - MG

ver google maps

Temporada

Segunda às 20h00

19 de Março de 2018

Ingressos

De R$ 10,00 a R$ 20,00

Descontos

50% para pessoas de idade igual ou superior a 60 anos.
50% para estudantes.

* A carteira de estudante obrigatoriamente deve ser apresentada no acesso ao espetáculo e no ato da compra pela bilheteria. Não são aceitos boletos e comprovantes de matricula.

Para os beneficiários do ingresso de “meia entrada de estudantes”, é obrigatório a apresentação as CIEs ( Carteiras de Estudantes ) com os seguintes requisitos:
- Nome completo e data de nascimento do estudante
- Grau de escolaridade
- Foto do estudante
- Nome da instituição de ensino ao qual o estudante está matriculado
- Data de validade até o dia 31 de março do ano subsequente ao de sua expedição
- Certificação digital observando o disposto no inciso 2º do Art 1º da lei nº 12.933 de 2013
. O decreto n° 8.537, não permite que os estabelecimentos aceitem boletos/ comprovantes ou carteirinhas que não tenham o requisitos necessários, , como comprovantes para a compra e acesso da meia entrada.

Informações

-É expressamente proibido o consumo de alimentos no interior do teatro
-Perde-se o direito ao lugar marcado após o início da sessão.

Valores

R$ 20,00 inteira
R$ 10,00 meia

Ficha Técnica

Música
- Direção artística*: Cloé Defossez & Céline Chappuis
- Direção musical*: Cloé Defossez & Céline Chappuis
- Músicos*: Cloé Defossez & Céline Chappuis
- Iluminação: Alon
- Sonorização: Luciano
- Produção: Embaixada e consulado da Bélgica no Brasil

Estacionamento

Estacionamento Estacione, localizado na Rua Espírito Santos, nº 625.

Em dias de espetáculos, de segunda a domingo, o público do Cine Theatro Brasil Vallourec poderá deixar o veículo no Estacione a partir das 19h ao preço fixo de R$ 15,00. É necessária a apresentação do ingresso do espetáculo para poder usudruir do valor conveniado. O Visitante tem até 1 hora após o evento para retirar o veículo do estacionamento.

No fins de semana, o visitante poderá estacionar 1 hora antes do espetáculo e sair 1 hora depois, a utilização do estacionamento fora desse período irá gerar cobrança de acordo com a tabeça de preços da Estacione.

A entrada principal do estacionamento conveniado é a da Rua Espírito Santo. No entanto, decorrido mais de 1 hora após o término do espetáculo, o visitante terá acesso por outra entrada, a Rua da Bahia, 600.

O estacionamento somente trabalha com dinheiro.
O ticket do teatro deve ser impresso (papel ingresso ou folha simples) e entregue ao funcionário do estacionamento na retirada do veículo.

Estacionamento na Rua
Para os visitantes que desejam estacionar os veículos na ruas próximos ao Cine Theatro Brasil Vallourec, a BH Trans liberou as seguintes vias:

Canteiro Central da Avenida Amazonas, no quarteirão do cine Brasil (nos dois sentidos).
Canteiro Central da avenida Afonso Pena, em frente ao Cine Brasil (sentido rodoviária/mangabeiras)

Cloé du Trèfle, ‘Entre o ínfimo e o infinito’ – entre l’infime et l’infini”, em duo com Céline Chappuis
 
Independente e artista autônoma, a Belga de Bruxelas Cloé du Trèfle apresenta “Entre o Ínfimo e o infinito”. Gravado no seu próprio estúdio, este disco tomou forma na intimidade para melhor se jogar na imensidão. “Entre o ínfimo e o infinito” é uma busca absoluta, um retorno à luz, um chamado de ar em sopro contínuo. Feito na encruzilhada de um formigamento eletrônico e de uma panóplia de arranjos ultra orgânicos, as músicas provocam diferentes sentimentos na alma e liberam um fluxo de metáforas na pele. Apoiadas pelo violoncelo da Suiça Céline Chappuis, as ideias de Cloé du Trèfle vão à alturas.
 
Incansável, a música é revelada por pequenos toques impressionistas. Entre cores eletro-pop e motivos sinfônicos, prosa romântica e poesia urbana, as composições desfazem formatos, evitando cuidadosamente a repetição.
 
Cloé du Trèfle multiplica parcerias com artistas de diferentes matérias e álbuns. Esta artista Belga já ganhou vários prêmios (Oitavas de Melhor álbum de músicas francesas, Prêmio Coup de Coeur da Academia Charles Cros, Favoritos do Botanique e das Francofolies,...)
 
No palco, Cloé atua no teclado, na programação e na guitarra elétrica.
A Suiça Céline Chappuis acompanha no violoncelo e no coro.

*Sinopse sob total responsabilidade da produção do evento.

Show L 75 min

“Entre l’infime et l’infini”

Cine Theatro Brasil Vallourec

Centro - Belo Horizonte - MG

Cloé du Trèfle, ‘Entre o ínfimo e o infinito’ – entre l’infime et l’infini”, em duo com Céline Chappuis
 
Independente e artista autônoma, a Belga de Bruxelas Cloé du Trèfle apresenta “Entre o Ínfimo e o infinito”. Gravado no seu próprio estúdio, este disco tomou forma na intimidade para melhor se jogar na imensidão. “Entre o ínfimo e o infinito” é uma busca absoluta, um retorno à luz, um chamado de ar em sopro contínuo. Feito na encruzilhada de um formigamento eletrônico e de uma panóplia de arranjos ultra orgânicos, as músicas provocam diferentes sentimentos na alma e liberam um fluxo de metáforas na pele. Apoiadas pelo violoncelo da Suiça Céline Chappuis, as ideias de Cloé du Trèfle vão à alturas.
 
Incansável, a música é revelada por pequenos toques impressionistas. Entre cores eletro-pop e motivos sinfônicos, prosa romântica e poesia urbana, as composições desfazem formatos, evitando cuidadosamente a repetição.
 
Cloé du Trèfle multiplica parcerias com artistas de diferentes matérias e álbuns. Esta artista Belga já ganhou vários prêmios (Oitavas de Melhor álbum de músicas francesas, Prêmio Coup de Coeur da Academia Charles Cros, Favoritos do Botanique e das Francofolies,...)
 
No palco, Cloé atua no teclado, na programação e na guitarra elétrica.
A Suiça Céline Chappuis acompanha no violoncelo e no coro.