Newsletter Compreingressos

Seja o primeiro a conhecer nossa programação de espetáculos, novidades, promoções e ofertas exclusivas

seu estado

  • AC
  • AL
  • AP
  • AM
  • BA
  • CE
  • DF
  • ES
  • GO
  • MA
  • MT
  • MS
  • MG
  • PA
  • PB
  • PR
  • PE
  • PI
  • RJ
  • RN
  • RS
  • RO
  • RR
  • SC
  • SP
  • SE
  • TO
cadastrar
Cidade
Gênero
X
Show L 80 minutos De R$ 40,00 á R$ 80,00

Maria Teresa
&
Moustaki Quinteto

MASP AUDITÓRIO

Avenida Paulista - São Paulo - SP

Endereço

Avenida Paulista, 1578
Avenida Paulista - São Paulo - SP

ver google maps

Compre pelo telefone de segunda a sábado das 11h às 19h

(11) 2122-4070

Temporada

21 horas

21 a 22 de Setembro de 2017

Ingressos

De R$ 40,00 á R$ 80,00

Promoção Itaucard

50% de desconto para clientes Itaucard.

Promoção pessoal e intransferível para o titular do cartão na compra de um ingresso inteiro. Válido somente para 1 apresentação do espetáculo, mediante pagamento com cartões participantes da promoção.

Descontos

50% para pessoas de idade igual ou superior a 60 anos.
50% para estudantes.

Valor

R$ 80,00 Inteira
R$ 40,00 Meia

Maria Teresa faz sua primeira temporada brasileira de 13 a 22 de setembro. Porto Alegre, Curitiba, Salvador e Belo Horizonte fazem parte do seu roteiro. A produção é da Textos & Ideias. Vem acompanhada de cinco excelentes músicos: os brasileiros Toninho do Carmo (violão, direção musical e arranjos da temporada brasileira, integrante do grupo de Moustaki), Acelino Mathias de Paula Filho (contrabaixo) e Luiz Augusto Cavani (bateria, que acompanhou Moustaki durante anos) e os franceses Rodrigue Fernandes (acordeão) e Patrick Etonde Bebey (piano). Trata-se do mesmo quinteto de suas turnês pela Europa, onde registra sucesso nas principais praças.
Integra a turnê Osvaldo “Xyko” Franco, como assistente de direção, com vasta experiência em teatro e música na Europa. Brasileiro, morando há décadas em Genebra, ele partiu exilado no período da ditadura no Brasil e, lá, ajudou muitos conterrâneos a superar as dificuldades da vida em outro país, distante dos amigos e da família.
Além de sucessos internacionais, incluindo músicas da Bossa Nova, o espetáculo traz canções que Georges Moustaki adaptou em francês, extraídas dos repertórios de seus amigos e parceiros brasileiros. Entram na lista “Les eaux de mars” (“Águas de março”, de Antônio Carlos Jobim, adaptada para o Francês por Moustaki), “Joseph” – cuja versão, em Português, feita por Nara Leão, foi gravada por Rita Lee –, “Pour un ami” e “Sans la nommer”, as três últimas também dele. Moustaki aparece ainda na interpretação de Teresa de faixas de seu disco “Pour un ami”, dedicado a ele.
Para Pelai Ribas, documentarista e responsável pelos arquivos do cantor e compositor, falecido em 2013, Moustaki retomaria, hoje, as palavras que escreveu para um dos álbuns de Maria Teresa. Disse: “no palco, estão reunidos a sensibilidade e a musicalidade da voz, o talento dos instrumentistas, a limpidez e o equilíbrio dos arranjos, a diversidade harmoniosa das composições a nos conduzir em direção a um mundo lusófono repleto de belas emoções”.

*Sinopse sob total responsabilidade da produção do evento.

Show L 80 minutos

Maria Teresa & Moustaki Quinteto

MASP AUDITÓRIO

Avenida Paulista - São Paulo - SP

Maria Teresa faz sua primeira temporada brasileira de 13 a 22 de setembro. Porto Alegre, Curitiba, Salvador e Belo Horizonte fazem parte do seu roteiro. A produção é da Textos & Ideias. Vem acompanhada de cinco excelentes músicos: os brasileiros Toninho do Carmo (violão, direção musical e arranjos da temporada brasileira, integrante do grupo de Moustaki), Acelino Mathias de Paula Filho (contrabaixo) e Luiz Augusto Cavani (bateria, que acompanhou Moustaki durante anos) e os franceses Rodrigue Fernandes (acordeão) e Patrick Etonde Bebey (piano). Trata-se do mesmo quinteto de suas turnês pela Europa, onde registra sucesso nas principais praças.
Integra a turnê Osvaldo “Xyko” Franco, como assistente de direção, com vasta experiência em teatro e música na Europa. Brasileiro, morando há décadas em Genebra, ele partiu exilado no período da ditadura no Brasil e, lá, ajudou muitos conterrâneos a superar as dificuldades da vida em outro país, distante dos amigos e da família.
Além de sucessos internacionais, incluindo músicas da Bossa Nova, o espetáculo traz canções que Georges Moustaki adaptou em francês, extraídas dos repertórios de seus amigos e parceiros brasileiros. Entram na lista “Les eaux de mars” (“Águas de março”, de Antônio Carlos Jobim, adaptada para o Francês por Moustaki), “Joseph” – cuja versão, em Português, feita por Nara Leão, foi gravada por Rita Lee –, “Pour un ami” e “Sans la nommer”, as três últimas também dele. Moustaki aparece ainda na interpretação de Teresa de faixas de seu disco “Pour un ami”, dedicado a ele.
Para Pelai Ribas, documentarista e responsável pelos arquivos do cantor e compositor, falecido em 2013, Moustaki retomaria, hoje, as palavras que escreveu para um dos álbuns de Maria Teresa. Disse: “no palco, estão reunidos a sensibilidade e a musicalidade da voz, o talento dos instrumentistas, a limpidez e o equilíbrio dos arranjos, a diversidade harmoniosa das composições a nos conduzir em direção a um mundo lusófono repleto de belas emoções”.