Newsletter Compreingressos

Seja o primeiro a conhecer nossa programação de espetáculos, novidades, promoções e ofertas exclusivas

seu estado

  • AC
  • AL
  • AP
  • AM
  • BA
  • CE
  • DF
  • ES
  • GO
  • MA
  • MT
  • MS
  • MG
  • PA
  • PB
  • PR
  • PE
  • PI
  • RJ
  • RN
  • RS
  • RO
  • RR
  • SC
  • SP
  • SE
  • TO
cadastrar
Cidade
Gênero
X
Comédia 14 60 min

Hortance, A Velha

Endereço

Alameda Santos, 2233
Jardins - São Paulo - SP

ver google maps

Compre pelo telefone de segunda a sábado das 11h às 19h

(11) 2626-8038

Temporada

Sábados às 21h30 / Domingo às 18h00

09 de Setembro a 29 de Outubro de 2017

Promoção Itaucard

50% de desconto para clientes Itaucard.

Promoção pessoal e intransferível para o titular do cartão na compra de um ingresso inteiro. Válido somente para 1 apresentação do espetáculo, mediante pagamento com cartões participantes da promoção.

Descontos

50% para pessoas de idade igual ou superior a 60 anos.
50% para estudantes.

Valores

R$ 80,00 Inteira
R$ 40,00 Meia

Hortance, A Velha
Hortance é uma mulher pioneira, uma mulher empoderada, com uma alma livre, a frente do seu tempo e que acabou vencendo diversas barreiras. Entre elas, foi expulsa de casa por ser “moderna demais”, tornou-se dona de um cabaré que recebeu diversas personalidades, como Shakespeare, Nero, Getúlio Vargas, Stalin, Sartre, Simone de Beauvoir e Che Guevara. Agora, quase centenária, revisita um apanhado de histórias que viveu e pessoas que conheceu. Mas Hortance já está um pouco esquecida, devido à idade, e confunde as histórias, os tempos e as biografias de todos que passaram por sua vida. A partir de todas estas lembranças, a Velha preenche os dias e reconstrói de maneira cômica e emocionante sua própria vida, afirmando a dignidade de envelhecer tendo-a vivida por inteiro.
Dentro das paredes do cabaré, Hortance vive com um amontoado de recordações que acumulou ao longo da vida, além da companhia da irmã Aliquianni e de um gambá. Ao mesmo tempo em que se encontra imersa nesse universo particular, ela não está sozinha, em um dos momentos mais tocantes, Hortance vê no público sua companhia como clientes do cabaré para recriar essa jornada. Com o mundo inteiro dentro dela, Hortance é uma mulher de todos os tempos, de grandes amores e fortes laços de amizade.
Hortance, A Velha é uma obra não realista que, de forma leve, cativante e descontraída, convida o público para uma reflexão espontânea sobre o envelhecimento natural, o envelhecimento com dignidade. A comédia provoca risos, emoções, uma mistura de sentimentos - assim como a vida. O espetáculo é uma grande homenagem às mulheres e às pessoas em geral que, conseguiram, apesar de todas as dificuldades, seguirem seus objetivos de corpo e alma, provando como vale a pena viver.
Para Gianoukas, Hortance é uma oportunidade: “Tenho quase 34 anos de profissão e essa comédia veio como um abraço. Esse espetáculo amparado por todo mundo me dá a oportunidade de, como atriz, andar nessa estrada de sinuosas emoções.”

texto: Gabriel Chalita
colaboração dramatúrgica: Fred Mayrink, Grace Gianoukas e Michelle Ferreira
direção: Fred Mayrink
elenco: Grace Gianoukas
cenário: Juliana Carneiro
iluminação: Paulo Brakarz
figurino: Alessandra Barrios
trilha sonora: Iuri Sant’Anna
visagismo: Eliseu Cabral
direção de Produção: Marlene Salgado
assessoria de Imprensa: Marra Comunicação

co-patrocínio:
Estácio - Ensino Superior do Brasil
CNA - Inglês Definitivo
realização:
Fontes Paiva Realizações
Ministério da Cultura - Governo Federal

*Sinopse sob total responsabilidade da produção do evento.

Comédia 14 60 min

Hortance, A Velha

Teatro Renaissance

Jardins - São Paulo - SP

Hortance, A Velha
Hortance é uma mulher pioneira, uma mulher empoderada, com uma alma livre, a frente do seu tempo e que acabou vencendo diversas barreiras. Entre elas, foi expulsa de casa por ser “moderna demais”, tornou-se dona de um cabaré que recebeu diversas personalidades, como Shakespeare, Nero, Getúlio Vargas, Stalin, Sartre, Simone de Beauvoir e Che Guevara. Agora, quase centenária, revisita um apanhado de histórias que viveu e pessoas que conheceu. Mas Hortance já está um pouco esquecida, devido à idade, e confunde as histórias, os tempos e as biografias de todos que passaram por sua vida. A partir de todas estas lembranças, a Velha preenche os dias e reconstrói de maneira cômica e emocionante sua própria vida, afirmando a dignidade de envelhecer tendo-a vivida por inteiro.
Dentro das paredes do cabaré, Hortance vive com um amontoado de recordações que acumulou ao longo da vida, além da companhia da irmã Aliquianni e de um gambá. Ao mesmo tempo em que se encontra imersa nesse universo particular, ela não está sozinha, em um dos momentos mais tocantes, Hortance vê no público sua companhia como clientes do cabaré para recriar essa jornada. Com o mundo inteiro dentro dela, Hortance é uma mulher de todos os tempos, de grandes amores e fortes laços de amizade.
Hortance, A Velha é uma obra não realista que, de forma leve, cativante e descontraída, convida o público para uma reflexão espontânea sobre o envelhecimento natural, o envelhecimento com dignidade. A comédia provoca risos, emoções, uma mistura de sentimentos - assim como a vida. O espetáculo é uma grande homenagem às mulheres e às pessoas em geral que, conseguiram, apesar de todas as dificuldades, seguirem seus objetivos de corpo e alma, provando como vale a pena viver.
Para Gianoukas, Hortance é uma oportunidade: “Tenho quase 34 anos de profissão e essa comédia veio como um abraço. Esse espetáculo amparado por todo mundo me dá a oportunidade de, como atriz, andar nessa estrada de sinuosas emoções.”

texto: Gabriel Chalita
colaboração dramatúrgica: Fred Mayrink, Grace Gianoukas e Michelle Ferreira
direção: Fred Mayrink
elenco: Grace Gianoukas
cenário: Juliana Carneiro
iluminação: Paulo Brakarz
figurino: Alessandra Barrios
trilha sonora: Iuri Sant’Anna
visagismo: Eliseu Cabral
direção de Produção: Marlene Salgado
assessoria de Imprensa: Marra Comunicação

co-patrocínio:
Estácio - Ensino Superior do Brasil
CNA - Inglês Definitivo
realização:
Fontes Paiva Realizações
Ministério da Cultura - Governo Federal