Newsletter Compreingressos

Seja o primeiro a conhecer nossa programação de espetáculos, novidades, promoções e ofertas exclusivas

seu estado

  • AC
  • AL
  • AP
  • AM
  • BA
  • CE
  • DF
  • ES
  • GO
  • MA
  • MT
  • MS
  • MG
  • PA
  • PB
  • PR
  • PE
  • PI
  • RJ
  • RN
  • RS
  • RO
  • RR
  • SC
  • SP
  • SE
  • TO
cadastrar
Cidade
Gênero
X
Infantil L 50 min

Biscoitos

Endereço

Rod. Raposo Tavares, km 14,5
Jardim Boa Vista - São Paulo - SP

ver google maps

Compre pelo telefone de segunda a sábado das 11h às 19h

(11) 2122-7112

Temporada

Sábado 16h

02 a 30 de Setembro de 2017

Promoção Itaucard

50% de desconto para clientes Itaucard.

Promoção pessoal e intransferível para o titular do cartão na compra de um ingresso inteiro. Válido somente para 1 apresentação do espetáculo, mediante pagamento com cartões participantes da promoção.

Descontos

50% para pessoas de idade igual ou superior a 60 anos.
50% para estudantes.

Valores

R$ 30,00 inteira
R$ 15,00 meia

Quarto, banheiro, lavanderia e cozinha. É
numa casa cheia de surpresas, detalhes e
pequenos encantos que vive o palhaço
Conforto, sempre ao lado de seu amado
porta-retrato - que guarda a imagem de
alguém muito especial.
E o calendário avisa que é dia de visitar a
pessoa da foto! Quebrar a rotina, ligar o
rádio e se divertir preparando deliciosos
biscoitos, em meio a trapalhadas, muita
bagunça e talvez alguma sujeira!
Quais são os ingredientes que dão um
gosto único à vida de cada um? O que
nos faz deitar num dia e levantar no
outro? Talvez um velho rádio tenha a
receita!
O Espetáculo:

4
Quem está no portaretratos?
A dúvida fica no ar! Durante todo o espetáculo
o nosso personagem central interage com o
porta-retratos e nunca nos revela a identidade
de seu companheiro. Seria uma namorada?
Esposa? Filhos? Mãe? Pai? Irmão? Avó? São
tantas opções…
A ideia do espetáculo é de dialogar com o
público sobre perda, saudade e morte de uma
forma simples e sem tabus. A opção do autor
de não revelar a identidade de seu ente
querido, é justamente o ponto chave da peça.
Pois cada espectador pode imaginar o seu
“porta- retrato”, podendo então ressignificar a
perda de seu ente mais querido.
Palhaço falando de
morte?!?
Sim, todos passam por momentos em
que devem se despedir de algum ente
querido (avô, avó, pai, mãe, tios,
animais de estimação...). A perda está
em nosso dia-a-dia e não temos como
fugir.
O espetáculo tem um final leve e
surpreendente, ator e público se
deparam com um dos maiores medos
da humanidade: A Morte. Mas Conforto
por meio de sua ingenuidade, trata o
assunto de forma natural e tranquila,
emocionando e encantando o público.

Texto: Kayê Conforto
Direção: Márcia de Oliveira
Assistente de Direção: Henrique Caponero
Iluminação: Henrique Caponero
Elenco: Kayê Conforto
Narração: Beatriz Cugnasca, Fabio Galvão,
Henrique Caponero, Kayê Conforto e Márcia de
Oliveira
Cenário e Adereços: Fernando Albuquerque
Figurinos: Heidi Monezzi
Trilha Sonora Especial: Raphael Murakami
Fotografia: Vivian Zerbatto
Duração: 50 minutos
Classificação: Livre

*Sinopse sob total responsabilidade da produção do evento.

Infantil L 50 min

Biscoitos

Teatro Raposo Shopping - Sala Irene Ravache

Jardim Boa Vista - São Paulo - SP

Quarto, banheiro, lavanderia e cozinha. É
numa casa cheia de surpresas, detalhes e
pequenos encantos que vive o palhaço
Conforto, sempre ao lado de seu amado
porta-retrato - que guarda a imagem de
alguém muito especial.
E o calendário avisa que é dia de visitar a
pessoa da foto! Quebrar a rotina, ligar o
rádio e se divertir preparando deliciosos
biscoitos, em meio a trapalhadas, muita
bagunça e talvez alguma sujeira!
Quais são os ingredientes que dão um
gosto único à vida de cada um? O que
nos faz deitar num dia e levantar no
outro? Talvez um velho rádio tenha a
receita!
O Espetáculo:

4
Quem está no portaretratos?
A dúvida fica no ar! Durante todo o espetáculo
o nosso personagem central interage com o
porta-retratos e nunca nos revela a identidade
de seu companheiro. Seria uma namorada?
Esposa? Filhos? Mãe? Pai? Irmão? Avó? São
tantas opções…
A ideia do espetáculo é de dialogar com o
público sobre perda, saudade e morte de uma
forma simples e sem tabus. A opção do autor
de não revelar a identidade de seu ente
querido, é justamente o ponto chave da peça.
Pois cada espectador pode imaginar o seu
“porta- retrato”, podendo então ressignificar a
perda de seu ente mais querido.
Palhaço falando de
morte?!?
Sim, todos passam por momentos em
que devem se despedir de algum ente
querido (avô, avó, pai, mãe, tios,
animais de estimação...). A perda está
em nosso dia-a-dia e não temos como
fugir.
O espetáculo tem um final leve e
surpreendente, ator e público se
deparam com um dos maiores medos
da humanidade: A Morte. Mas Conforto
por meio de sua ingenuidade, trata o
assunto de forma natural e tranquila,
emocionando e encantando o público.

Texto: Kayê Conforto
Direção: Márcia de Oliveira
Assistente de Direção: Henrique Caponero
Iluminação: Henrique Caponero
Elenco: Kayê Conforto
Narração: Beatriz Cugnasca, Fabio Galvão,
Henrique Caponero, Kayê Conforto e Márcia de
Oliveira
Cenário e Adereços: Fernando Albuquerque
Figurinos: Heidi Monezzi
Trilha Sonora Especial: Raphael Murakami
Fotografia: Vivian Zerbatto
Duração: 50 minutos
Classificação: Livre