Newsletter Compreingressos

Seja o primeiro a conhecer nossa programação de espetáculos, novidades, promoções e ofertas exclusivas

seu estado

  • AC
  • AL
  • AP
  • AM
  • BA
  • CE
  • DF
  • ES
  • GO
  • MA
  • MT
  • MS
  • MG
  • PR
  • PB
  • PR
  • PE
  • PI
  • RJ
  • RN
  • RS
  • RO
  • RR
  • SC
  • SP
  • SE
  • TO
cadastrar
Cidade
Gênero
X
Drama 16 60 min R$ 40,00

Frida kahlo a Deusa Tehuana
(Teatro de Câmara)

Endereço

Avenida Amazonas, 315
Centro - Belo Horizonte - MG

ver google maps

Compre pelo telefone de segunda a sábado das 11h às 19h

(31) 2626-1251

Temporada

Sábado e Domingo 20h

22 de Julho a 06 de Agosto de 2017

Ingressos

R$ 40,00

Descontos

50% para pessoas de idade igual ou superior a 60 anos.
50% para estudantes.

* A carteira de estudante obrigatoriamente deve ser apresentada no acesso ao espetáculo e no ato da compra pela bilheteria. Não são aceitos boletos e comprovantes de matricula.

Valores

R$ 40,00 inteira
R$ 20,00 meia

Estacionamento

Localizado na Rua Espírito Santos, nº 625.

Em dias de espetáculos, de segunda a domingo, o público do Cine Theatro Brasil Vallourec poderá deixar o veículo no Estacione a partir das 19h ao preço fixo de R$ 15,00. É necessária a apresentação do ingresso do espetáculo para poder usudruir do valor conveniado. O Visitante tem até 1 hora após o evento para retirar o veículo do estacionamento.

No fins de semana, o visitante poderá estacionar 1 hora antes do espetáculo e sair 1 hora depois, a utilização do estacionamento fora desse período irá gerar cobrança de acordo com a tabeça de preços da Estacione.

A entrada principal do estacionamento conveniado é a da Rua Espírito Santo. No entanto, decorrido mais de 1 hora após o término do espetáculo, o visitante terá acesso por outra entrada, a Rua da Bahia, 600.

O estacionamento somente trabalha com dinheiro.
O ticket do teatro deve ser impresso (papel ingresso ou folha simples) e entregue ao funcionário do estacionamento na retirada do veículo.

Estacionamento na Rua
Para os visitantes que desejam estacionar os veículos na ruas próximos ao Cine Theatro Brasil Vallourec, a BH Trans liberou as seguintes vias:

Canteiro Central da Avenida Amazonas, no quarteirão do cine Brasil (nos dois sentidos).
Canteiro Central da avenida Afonso Pena, em frente ao Cine Brasil (sentido rodoviária/mangabeiras)

Informações

-É expressamente proibido o consumo de alimentos no interior do teatro
-Perde-se o direito ao lugar marcado após o início da sessão.

*Chegue mais cedo os assentos dos Teatro de Câmara não são numerados.

Monólogo livremente inspirado no diário e na obra da artista mexicana Frida Kahlo; fragmentos da vida e do pensamento de uma mulher à frente do seu tempo. A peça abre com o prólogo de Dolores Olmedo Patiño, marchand que possui a maior coleção de Frida Kahlo e Diego Rivera no mundo. Dolores e Frida nunca foram amigas; duas mulheres apaixonadas pelo mesmo homem, uma colecionadora de arte, a outra a expressão da própria arte.
Com direção de Luiz Antonio Rocha e atuação de Rose Germano, o monólogo obteve sucesso de público e crítica em três temporadas no Rio de Janeiro, em 2014/15 e reconhecimento internacional com destaque no principal Jornal do México, El Universal, e na TV Mexicana. A montagem do espetáculo incluiu uma viagem ao México, na qual Luiz Antonio Rocha encontrou a Frida que queria montar: a pintora que transformou a dor em arte estava despida para dar vida à deusa tehuana.
Luiz Antonio Rocha, diretor de extrema sensibilidade, ganhador de dois Prêmios Mambembe e indicado ao Prêmio Shell, coleciona sucessos em “Uma Loira na Lua”, “Eu te Darei o Céu!”, “Brimas” e “Frida Kahlo a Deusa Tehuana” onde desconstrói o mito para falar da mulher, da necessidade de refletir sobre amor, arte e vida.
Rose Germano, atriz com formação em Artes Cênicas e Cinema, já mergulhou no universo de Shakespeare, Brecht, Plauto, mas foi em Frida Kahlo que encontrou o seu grande desafio.

*Sinopse sob total responsabilidade da produção do evento.

Drama 16 60 min

Frida kahlo a Deusa Tehuana (Teatro de Câmara)

Cine Theatro Brasil Vallourec

Centro - Belo Horizonte - MG

Monólogo livremente inspirado no diário e na obra da artista mexicana Frida Kahlo; fragmentos da vida e do pensamento de uma mulher à frente do seu tempo. A peça abre com o prólogo de Dolores Olmedo Patiño, marchand que possui a maior coleção de Frida Kahlo e Diego Rivera no mundo. Dolores e Frida nunca foram amigas; duas mulheres apaixonadas pelo mesmo homem, uma colecionadora de arte, a outra a expressão da própria arte.
Com direção de Luiz Antonio Rocha e atuação de Rose Germano, o monólogo obteve sucesso de público e crítica em três temporadas no Rio de Janeiro, em 2014/15 e reconhecimento internacional com destaque no principal Jornal do México, El Universal, e na TV Mexicana. A montagem do espetáculo incluiu uma viagem ao México, na qual Luiz Antonio Rocha encontrou a Frida que queria montar: a pintora que transformou a dor em arte estava despida para dar vida à deusa tehuana.
Luiz Antonio Rocha, diretor de extrema sensibilidade, ganhador de dois Prêmios Mambembe e indicado ao Prêmio Shell, coleciona sucessos em “Uma Loira na Lua”, “Eu te Darei o Céu!”, “Brimas” e “Frida Kahlo a Deusa Tehuana” onde desconstrói o mito para falar da mulher, da necessidade de refletir sobre amor, arte e vida.
Rose Germano, atriz com formação em Artes Cênicas e Cinema, já mergulhou no universo de Shakespeare, Brecht, Plauto, mas foi em Frida Kahlo que encontrou o seu grande desafio.