Newsletter Compreingressos

Seja o primeiro a conhecer nossa programação de espetáculos, novidades, promoções e ofertas exclusivas

seu estado

  • AC
  • AL
  • AP
  • AM
  • BA
  • CE
  • DF
  • ES
  • GO
  • MA
  • MT
  • MS
  • MG
  • PA
  • PB
  • PR
  • PE
  • PI
  • RJ
  • RN
  • RS
  • RO
  • RR
  • SC
  • SP
  • SE
  • TO
cadastrar
Cidade
Gênero
X
Infantil L 50 min R$ 15,00 a R$ 30,00

Tupiliques

Endereço

Rod. Raposo Tavares, km 14,5
Jardim Boa Vista - São Paulo - SP

ver google maps

Compre pelo telefone de segunda a sábado das 11h às 19h

(11) 2122-7112

Temporada

Quarta 16h

18 de Janeiro a 01 de Fevereiro de 2017

Ingressos

R$ 15,00 a R$ 30,00

Promoção Itaucard

50% de desconto para clientes Itaucard.

Promoção pessoal e intransferível para o titular do cartão na compra de um ingresso inteiro. Válido somente para 1 apresentação do espetáculo, mediante pagamento com cartões participantes da promoção.

Descontos

50% para pessoas de idade igual ou superior a 60 anos.
50% para estudantes.

Ficha Técnica

Concepção e direção geral: Sérgio Rocha
Criadores intérpretes: Cláudia Christ, Marcela Miyashita, Sérgio Rocha e Vitor Bassi
Desenho e operação de luz: Ari Buccioni
Trilha sonora original: Edson X
Poemas musicados: Sérgio Rocha
Operação de som: Mário Spatizziani
Figurinos e adereços: Luciene Grecco
Fotos: Solange Avelino
Produção executiva: Cláudia Christ e Sérgio Rocha

Valores

R$ 30,00 inteira
R$ 15,00 meia

Um lindo espetáculo para encantar crianças e Adultos. Imperdível!

“Tupiliques” – O Espetáculo é um cruzamento entre dança, teatro, percussão corporal em movimento e humor livremente inspirado no livro “TUPILIQUES” – Heranças Indígenas no Português do Brasil, do escritor César Obeid, que traz palavras indígenas, de origem Tupi, rimadas em forma de limeriques. Os limeriques são uma forma de poesia inglesa onde os poemas são escritos em estrofes de cinco versos e apresentam situações engraçadas ou absurdas. A Cia. Repentistas do Corpo recriou este universo “tupilicoso” de palavras e realiza um espetáculo lúdico e ritmado onde os poemas são canto/danço/falados pelo elenco; transportando crianças e adultos para este mundo novo de possibilidades que revela um Brasil de bichos, frutas, personagens do folclore, comidas e lugares, batizados pela língua Tupi.

O Espetáculo é uma mistura entre dança, teatro, percussão corporal em movimento e humor; onde a pesquisa e a prática do cruzamento destas linguagens é a marca registrada da Cia. Repentistas do Corpo. O ponto de partida para esta nova criação foi o livro, “TUPILIQUES” – Heranças Indígenas no Português do Brasil, do escritor César Obeid, que traz palavras indígenas, de origem Tupi, incorporadas ao português falado no Brasil, rimadas em forma de limeriques em um cruzamento divertido e poético. Os limeriques são uma forma de poesia inglesa onde os poemas são escritos em estrofes de cinco versos e apresentam situações engraçadas ou absurdas. Os poemas contidos no livro falam do Brasil e sua natureza; bichos, frutas, personagens do folclore, comidas e lugares, revelando as palavras do Tupi com que foram batizados e seus significados. A Cia. Repentistas do Corpo recriou este universo “tupilicoso” de palavras e realiza um espetáculo lúdico, ritmado, poético, dançante e capaz de “tupilicar” a imaginação de jovens e adultos. Os poemas são canto/danço/falados pelo elenco transportando o espectador para este mundo novo de possibilidades. A estrutura poética dos versos escritos em bom “tupiliquês” favoreceu a criação da trilha sonora original, onde a síncope dos ritmos brasileiros se revela no Coco, no Caboclinho e no Baião, servindo de mola propulsora para a movimentação coreográfica. Ao abordar a contribuição indígena na formação de nossa língua, o espetáculo mostra um pedaço do Brasil que vivemos, falamos e comemos diariamente, sem nos dar conta, e convida o público a pensar e valorizar a cultura dos nossos povos tradicionais.

*Sinopse sob total responsabilidade da produção do evento.

Infantil L 50 min

Tupiliques

Teatro Raposo Shopping - Sala Irene Ravache

Jardim Boa Vista - São Paulo - SP

Um lindo espetáculo para encantar crianças e Adultos. Imperdível!

“Tupiliques” – O Espetáculo é um cruzamento entre dança, teatro, percussão corporal em movimento e humor livremente inspirado no livro “TUPILIQUES” – Heranças Indígenas no Português do Brasil, do escritor César Obeid, que traz palavras indígenas, de origem Tupi, rimadas em forma de limeriques. Os limeriques são uma forma de poesia inglesa onde os poemas são escritos em estrofes de cinco versos e apresentam situações engraçadas ou absurdas. A Cia. Repentistas do Corpo recriou este universo “tupilicoso” de palavras e realiza um espetáculo lúdico e ritmado onde os poemas são canto/danço/falados pelo elenco; transportando crianças e adultos para este mundo novo de possibilidades que revela um Brasil de bichos, frutas, personagens do folclore, comidas e lugares, batizados pela língua Tupi.

O Espetáculo é uma mistura entre dança, teatro, percussão corporal em movimento e humor; onde a pesquisa e a prática do cruzamento destas linguagens é a marca registrada da Cia. Repentistas do Corpo. O ponto de partida para esta nova criação foi o livro, “TUPILIQUES” – Heranças Indígenas no Português do Brasil, do escritor César Obeid, que traz palavras indígenas, de origem Tupi, incorporadas ao português falado no Brasil, rimadas em forma de limeriques em um cruzamento divertido e poético. Os limeriques são uma forma de poesia inglesa onde os poemas são escritos em estrofes de cinco versos e apresentam situações engraçadas ou absurdas. Os poemas contidos no livro falam do Brasil e sua natureza; bichos, frutas, personagens do folclore, comidas e lugares, revelando as palavras do Tupi com que foram batizados e seus significados. A Cia. Repentistas do Corpo recriou este universo “tupilicoso” de palavras e realiza um espetáculo lúdico, ritmado, poético, dançante e capaz de “tupilicar” a imaginação de jovens e adultos. Os poemas são canto/danço/falados pelo elenco transportando o espectador para este mundo novo de possibilidades. A estrutura poética dos versos escritos em bom “tupiliquês” favoreceu a criação da trilha sonora original, onde a síncope dos ritmos brasileiros se revela no Coco, no Caboclinho e no Baião, servindo de mola propulsora para a movimentação coreográfica. Ao abordar a contribuição indígena na formação de nossa língua, o espetáculo mostra um pedaço do Brasil que vivemos, falamos e comemos diariamente, sem nos dar conta, e convida o público a pensar e valorizar a cultura dos nossos povos tradicionais.