Newsletter Compreingressos

Seja o primeiro a conhecer nossa programação de espetáculos, novidades, promoções e ofertas exclusivas

seu estado

  • AC
  • AL
  • AP
  • AM
  • BA
  • CE
  • DF
  • ES
  • GO
  • MA
  • MT
  • MS
  • MG
  • PA
  • PB
  • PR
  • PE
  • PI
  • RJ
  • RN
  • RS
  • RO
  • RR
  • SC
  • SP
  • SE
  • TO
cadastrar
Cidade
Gênero
X
Comédia 12 70 min R$ 25,00 a R$ 50,00

Se Meu Gabinete Falasse
(Grande Teatro)

Endereço

Avenida Amazonas, 315
Centro - Belo Horizonte - MG

ver google maps

Compre pelo telefone de segunda a sábado das 11h às 19h

(31) 2626-1251

Temporada

Quarta e Quinta 21h

01 a 02 de Fevereiro de 2017

Ingressos

R$ 25,00 a R$ 50,00

Descontos

50% para pessoas de idade igual ou superior a 60 anos.
50% para estudantes.

Valores

R$ 40,00 inteira
R$ 20,00 meia
R$ 15,00 SINPARC

OS INGRESSOS SERÃO VENDIDOS NOS POSTOS DO SINPARC.
NA BILHETERIA DO TEATRO SERÃO VENDIDOS OS INGRESSOS UMA HORA ANTES DO EVENTO.

Ficha Técnica

Elenco: Saulo Laranjeira, Tuca Graça, Renata Braz e Ronaldo Assis.
Direção: Saulo Laranjeira
Texto: Magalhães Junior e Saulo Laranjeira
Fotos: Sylvio Coutinho
Projeto gráfico: PRODIGITAL
Direção de produção: Tavinho Muniz
Produção artística: Daiany Durães
Realização: Laranjeiras Produções

Estacionamento

Estacionamento Estacione, localizado na Rua Espírito Santos, nº 625.

Em dias de espetáculos, de segunda a domingo, o público do Cine Theatro Brasil Vallourec poderá deixar o veículo no Estacione a partir das 19h ao preço fixo de R$ 15,00. É necessária a apresentação do ingresso do espetáculo para poder usudruir do valor conveniado. O Visitante tem até 1 hora após o evento para retirar o veículo do estacionamento.

No fins de semana, o visitante poderá estacionar 1 hora antes do espetáculo e sair 1 hora depois, a utilização do estacionamento fora desse período irá gerar cobrança de acordo com a tabeça de preços da Estacione.

A entrada principal do estacionamento conveniado é a da Rua Espírito Santo. No entanto, decorrido mais de 1 hora após o término do espetáculo, o visitante terá acesso por outra entrada, a Rua da Bahia, 600.

Estacionamento na Rua
Para os visitantes que desejam estacionar os veículos na ruas próximos ao Cine Theatro Brasil Vallourec, a BH Trans liberou as seguintes vias:

Canteiro Central da Avenida Amazonas, no quarteirão do cine Brasil (nos dois sentidos).
Canteiro Central da avenida Afonso Pena, em frente ao Cine Brasil (sentido rodoviária/mangabeiras)

Informações

-É expressamente proibido o consumo de alimentos no interior do teatro
-Perde-se o direito ao lugar marcado após o início da sessão.

João Plenário volta em Belo Horizonte com Se meu gabinete falasse
Protagonizada por Saulo Laranjeira, a comédia com personagem mais famoso do ator, ficará em cartaz na campanha de popularização do teatro e dança 2017.
Belo Horizonte, outubro de 2016 – Saulo Laranjeira fará o público mineiro cair na gargalhada na comédia que revela as façanhas de seu personagem humorístico mais famoso, o deputado João Plenário. Se meu gabinete falasse reproduz as mais variadas sátiras da política brasileira, além do humor, a peça faz uma reflexão sobre a estruturação da cultura política contemporânea.

O ator que esteve no elenco da novela Velho Chico da Rede Globo, no papel do prefeito de Grotas, estrela a peça teatral que alfineta o cotidiano dos políticos brasileiros. A velha raposa do programa “A Praça é Nossa” do SBT, com sua lábia, discursos ininteligíveis e respostas dúbias, provoca o imaginário das pessoas sobre as maracutaias que acontecem nas eleições e nos mandatos dos parlamentares corruptos.

O espetáculo que tem a direção de Saulo Laranjeira e é estrelado pelo próprio diretor no papel de João Plenário, conta ainda com os atores Tuca Graça, Renata Braz e Ronaldo Assis. O texto é de Magalhães Junior e Saulo Laranjeira.

Em Se meu gabinete falasse o personagem Zé Rufino, uma figura caricata, chega em Brasília com a incumbência de vigiar João Plenário para que ele não assedie Ana Maria, a mais nova e sensual secretária do deputado. A moça é protegida do misterioso Ranulfo, um político nordestino espelhado nos moldes do Coronelismo, e que supostamente financiou a campanha política de Plenário. Para completar, Ana Maria e Darci, mais um assessor do deputado, tramam roubar o dinheiro vindo de verbas públicas. Para que o plano tenha sucesso, Ana Maria tentará seduzir João Plenário, atingindo seu ponto fraco.

*Sinopse sob total responsabilidade da produção do evento.

Comédia 12 70 min

Se Meu Gabinete Falasse (Grande Teatro)

Cine Theatro Brasil Vallourec

Centro - Belo Horizonte - MG

João Plenário volta em Belo Horizonte com Se meu gabinete falasse
Protagonizada por Saulo Laranjeira, a comédia com personagem mais famoso do ator, ficará em cartaz na campanha de popularização do teatro e dança 2017.
Belo Horizonte, outubro de 2016 – Saulo Laranjeira fará o público mineiro cair na gargalhada na comédia que revela as façanhas de seu personagem humorístico mais famoso, o deputado João Plenário. Se meu gabinete falasse reproduz as mais variadas sátiras da política brasileira, além do humor, a peça faz uma reflexão sobre a estruturação da cultura política contemporânea.

O ator que esteve no elenco da novela Velho Chico da Rede Globo, no papel do prefeito de Grotas, estrela a peça teatral que alfineta o cotidiano dos políticos brasileiros. A velha raposa do programa “A Praça é Nossa” do SBT, com sua lábia, discursos ininteligíveis e respostas dúbias, provoca o imaginário das pessoas sobre as maracutaias que acontecem nas eleições e nos mandatos dos parlamentares corruptos.

O espetáculo que tem a direção de Saulo Laranjeira e é estrelado pelo próprio diretor no papel de João Plenário, conta ainda com os atores Tuca Graça, Renata Braz e Ronaldo Assis. O texto é de Magalhães Junior e Saulo Laranjeira.

Em Se meu gabinete falasse o personagem Zé Rufino, uma figura caricata, chega em Brasília com a incumbência de vigiar João Plenário para que ele não assedie Ana Maria, a mais nova e sensual secretária do deputado. A moça é protegida do misterioso Ranulfo, um político nordestino espelhado nos moldes do Coronelismo, e que supostamente financiou a campanha política de Plenário. Para completar, Ana Maria e Darci, mais um assessor do deputado, tramam roubar o dinheiro vindo de verbas públicas. Para que o plano tenha sucesso, Ana Maria tentará seduzir João Plenário, atingindo seu ponto fraco.