Newsletter Compreingressos

Seja o primeiro a conhecer nossa programação de espetáculos, novidades, promoções e ofertas exclusivas

seu estado

  • AC
  • AL
  • AP
  • AM
  • BA
  • CE
  • DF
  • ES
  • GO
  • MA
  • MT
  • MS
  • MG
  • PA
  • PB
  • PR
  • PE
  • PI
  • RJ
  • RN
  • RS
  • RO
  • RR
  • SC
  • SP
  • SE
  • TO
cadastrar
Cidade
Gênero
X
Show 14 80 min R$ 60,00 a R$ 140,00

Alceu Valença
Anjo de Fogo

Endereço

Rodovia PB-008, KM 5
Polo Turístico Cabo Branco - João Pessoa - PB

ver google maps

Compre pelo telefone de segunda a sábado das 11h às 19h

(83) 3003-9176

Temporada

Sexta 21h

29 de Setembro de 2017

Ingressos

R$ 60,00 a R$ 140,00

Promoção Itaucard

50% de desconto para clientes Itaucard.

Promoção pessoal e intransferível para o titular do cartão na compra de um ingresso inteiro. Válido somente para 1 apresentação do espetáculo, mediante pagamento com cartões participantes da promoção.

Descontos

50% para pessoas de idade igual ou superior a 60 anos.
50% para estudantes.
50% para professores.

Platéia

R$ 140,00 inteira
R$ 70,00 meia

Balcão

R$ 120,00 inteira
R$ 60,00 meia

ALCEU VALENÇA – ANJO DE FOGO

ALCEU VALENÇA apresenta ANJO DE FOGO, seu novo show, onde reúne diversos momentos de sua trajetória. Dos grandes sucessos a tesouros escondidos, passando por temas ligados ao forró e ao frevo, Alceu mais uma vez se reinventa em todas as suas múltiplas vertentes.

A música-título do show, “Anjo de Fogo”, é um dos destaques do CD/DVD “Vivo! Revivo”, lançado em 2016, totalmente dedicado à obra setentista do compositor. O show trafega por outros temas dos anos 70, repletos de metáforas e psicodelia, como “Agalopado”, “Espelho Cristalino” e “Táxi Lunar”, esta escrita em parceria com Geraldo Azevedo e Zé Ramalho.

Dos anos 80, uma seleção para constar em qualquer antologia da canção brasileira: além dos hits “Anunciação”, “Tropicana”, “Como Dois Animais”, “Pelas Ruas Que Andei”, “Solidão” e “Coração Bobo”, Alceu revisita temas há tempos pedidos pelos fãs em todo o país. Entre elas, “Estação da Luz”, “Marim dos Caetés”, “Cabelo no Pente”, além de “O P da Paixão”, onde o autor estabelece um paralelo entre o fado e o cancioneiro nordestino.

Seguindo pela década de 90, surgem clássicos como “Belle de Jour”, “Girassol” e “Bicho Maluco Beleza”, esta na versão original, como um arrasta pé típico das celebrações juninas, diferente da aclamada interpretação em compasso de frevo, que arrasta multidões a cada carnaval pernambucano. Do século XXI, vem a “Embolada do Tempo” com seu petardo rítmico e versos demolidores: “o tempo em si, não tem fim não tem começo / mesmo virado ao avesso não se pode mensurar”.

Sempre fiel às origens, Alceu inclui temas que exercem influência decisiva em sua obra, como o xote “Sabiá” (de Luiz Gonzaga e Zé Dantas), que representa a cultura sertaneja e agrestina, e o frevo-canção “Hino do Elefante” (de Clídio Nigro), aquele do refrão Olinda Quero Cantar, talvez o maior clássico do carnaval de Pernambuco, na versão mais lenta e dilacerante arranjada por Alceu e Paulo Rafael.

Acompanhado por Paulo Rafael (guitarra), Tovinho (teclados), Nando Barreto (baixo) e Cássio Cunha (bateria), o Anjo de Fogo de Alceu Valença vê os dois lados, dorme no presente, sonha no passado, sempre de olho no futuro. Um anjo irreverente que vai ao cinema, comete pecado e cospe no chão.

*Sinopse sob total responsabilidade da produção do evento.

Show 14 80 min

Alceu Valença Anjo de Fogo

Teatro Pedra do Reino - Centro de Convenções

Polo Turístico Cabo Branco - João Pessoa - PB

ALCEU VALENÇA – ANJO DE FOGO

ALCEU VALENÇA apresenta ANJO DE FOGO, seu novo show, onde reúne diversos momentos de sua trajetória. Dos grandes sucessos a tesouros escondidos, passando por temas ligados ao forró e ao frevo, Alceu mais uma vez se reinventa em todas as suas múltiplas vertentes.

A música-título do show, “Anjo de Fogo”, é um dos destaques do CD/DVD “Vivo! Revivo”, lançado em 2016, totalmente dedicado à obra setentista do compositor. O show trafega por outros temas dos anos 70, repletos de metáforas e psicodelia, como “Agalopado”, “Espelho Cristalino” e “Táxi Lunar”, esta escrita em parceria com Geraldo Azevedo e Zé Ramalho.

Dos anos 80, uma seleção para constar em qualquer antologia da canção brasileira: além dos hits “Anunciação”, “Tropicana”, “Como Dois Animais”, “Pelas Ruas Que Andei”, “Solidão” e “Coração Bobo”, Alceu revisita temas há tempos pedidos pelos fãs em todo o país. Entre elas, “Estação da Luz”, “Marim dos Caetés”, “Cabelo no Pente”, além de “O P da Paixão”, onde o autor estabelece um paralelo entre o fado e o cancioneiro nordestino.

Seguindo pela década de 90, surgem clássicos como “Belle de Jour”, “Girassol” e “Bicho Maluco Beleza”, esta na versão original, como um arrasta pé típico das celebrações juninas, diferente da aclamada interpretação em compasso de frevo, que arrasta multidões a cada carnaval pernambucano. Do século XXI, vem a “Embolada do Tempo” com seu petardo rítmico e versos demolidores: “o tempo em si, não tem fim não tem começo / mesmo virado ao avesso não se pode mensurar”.

Sempre fiel às origens, Alceu inclui temas que exercem influência decisiva em sua obra, como o xote “Sabiá” (de Luiz Gonzaga e Zé Dantas), que representa a cultura sertaneja e agrestina, e o frevo-canção “Hino do Elefante” (de Clídio Nigro), aquele do refrão Olinda Quero Cantar, talvez o maior clássico do carnaval de Pernambuco, na versão mais lenta e dilacerante arranjada por Alceu e Paulo Rafael.

Acompanhado por Paulo Rafael (guitarra), Tovinho (teclados), Nando Barreto (baixo) e Cássio Cunha (bateria), o Anjo de Fogo de Alceu Valença vê os dois lados, dorme no presente, sonha no passado, sempre de olho no futuro. Um anjo irreverente que vai ao cinema, comete pecado e cospe no chão.